domingo, 3 de julho de 2011

E DISSE DEUS: “NÃO PONHAM PALAVRAS NA MINHA BOCA!”


Por Pr. Marcello Matias

Nosso país – que é um Estado Democrático de Direito – é regido por sua Constituição Federal – sua carta magna – que traz em seu cabedal o conjunto de regras e parâmetros que devem reger e proteger os direitos e deveres da nação brasileira.

Contudo, acho que nunca vi um documento tão importante e com tantos “remendos” quanto a nossa CF. Desde a Assembleia Constituinte de 88 para cá, muitas e muitas emendas foram feitas na nossa Constituição. Na minha visão, ela se torna, desse ponto de vista, uma imensa colcha de retalhos.

Estou usando o exemplo desse tão importante documento da nação, porque para mim, a Bíblia – nossa regra de fé e prática – a Palavra de Deus, tem sofrido tentativas de “Emendas” por muitos.

Quantas baboseiras ouvimos, quantas bizarrices vemos, quantas heresias tem surgido, tudo isso em “nome de Deus”! Em Jeremias 29:9, bem como em outros textos, Deus demonstra claramente sua indignação quando alguém diz em Seu Nome o que Ele na verdade não disse.

E isso na verdade não vem de hoje, começou lá no Gênesis. Lembra-se de Adão e Eva? Pois é. Um dos fatores que contribuíram para que caíssem foi justamente o fato de darem ouvidos a distorção feita pelo diabo daquilo que Deus disse anteriormente.

É como se Deus gritasse: “Ei, não ponham palavras na minha boca!” E de fato, ainda hoje, alias principalmente hoje existem inúmeros hereges se levantando como profetas e dizendo coisas que Deus não disse. Fazendo promessas que Deus não fez.

É por isso que Paulo, muito tempo depois de Jeremias diz: “Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema.” Gal. 1:8

Precisamos ter muito cuidado. A iluminação do Espírito Santo nunca é separada da Revelação de Deus. Em outras Palavras, o Espírito Santo nunca vai te mostrar uma ideia fora da realidade bíblica ou que distorça a mesma. Quem prega, o faz iluminado pelo Espírito de Deus em total harmonia com a Sua Palavra.

É por isso que a Igreja de Beréia tinha a preocupação de conferir tudo aquilo que os apóstolos lhes ensinavam na Bíblia.

A Bíblia não aceita Emendas. É a Revelação Final de Deus, não precisa de mais nada, além daquilo que a mesma já traz. Não é uma colcha de retalhos. É inerrante e perfeita. É atual e moderna.

Que Deus tenha misericórdia de tantos que, nos dias de hoje, tem ensinado e profetizado aquilo que Ele mesmo nunca mandou – dizendo e profetizando aquilo que distorce e fere a Palavra.

Um comentário:

  1. A Paz! Sou seguidor do seu blog a muito tempo e você também seguia o meu blog, só que com o bug no blogger eu o perdi, tive que começar outro blog e queria convidar a você para ser seguidor do meu novo blog Sala de Cinema Gospel

    É uma maneira cristã de ver o cinema.

    Um abraço Rodrigo Almeida.

    ResponderExcluir