quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Simba e Mufasa - O rugido Soberano!



Por Josemar Bessa

A. W. Tozer certa vez disse: “Tudo que podemos tocar não é eterno”. Palavras sábias e verdadeiras. Como então podemos viver uma vida com a perspectiva da eternidade se tudo que tocamos com nossos sentidos, se tudo que sentimos e tocamos com nossas faculdades naturais não expressam a eternidade?

Ninguém por natureza, nenhum homem natural, pode se encantar com o caráter totalmente santo de Deus ( que é oposto ao do homem ) para que sinta fome do verdadeiro Deus. Naturalmente o que somos? Filhos da ira! – “Entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também.” - Efésios 2:3 – Só podemos falar sobre nosso coração com verdade ao falarmos como Davi – “Eis que em iniquidade e em pecado me concebeu minha mãe” – Tudo em nós grita por independência de Deus e amar o mundo dos sentidos naturais. Alguma coisa tem que acontecer nas profundezas do nosso ser se tivermos que ser salvos da ira de Deus – “...seu Filho, a quem ressuscitou dentre os mortos, a saber, Jesus, que nos livra da ira futura.” - 1 Tessalonicenses 1:10

O que faz alguns homens, que estão mortos como todos os outros, ouvirem o chamado geral por vozes humanas débeis se encherem do verdadeiro temor e amor a Deus? O que os cura da cegueira? – “Mas, se ainda o nosso evangelho está encoberto, para os que se perdem está encoberto. Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus.” - 2 Coríntios 4:3-4 – O que os diferencia dos demais se eles ouvem a mesma mensagem vinda de homens comuns proclamando o evangelho? O chamado! Eles são chamados de uma forma especial e interna – não um chamado geral – “Mas nós pregamos a Cristo crucificado, que é escândalo para os judeus, e loucura para os gregos. Mas para os que são chamados... - 1 Coríntios 1:23-24 – é este chamado especial. Eles ouvem muito mais do que a voz de um homem.

Um bom exemplo disso está no filme O Rei Leão. Nele há uma cena em que as hienas cercam o pequeno filhote de leão chamado Simba numa caverna. Simba tenta um rugido ( como nossas débeis vozes ao proclamar o evangelho ao homem natural e a hostilidade do seu coração a Deus ) – mas o som que sai não faz as hienas sentirem nenhum temor. Como as hienas continuam se movendo para matar, Simba tenta rugir novamente com sua “voz” débil. Mas sem que ele ou as hienas soubessem, Mufasa, o Rei dos Leões, entrou na caverna. Simba enche seus pequenos pulmões de filhote... e Mufasa enche os seus pulmões enormes juntos com ele, mas sem ser visto por ninguém. Quando Simba ruge novamente, a caverna se enche com um rugido terrível e completamente assustador. As hienas só veem o movimento da boca de Simba, mas o que ouvem é o barulho estarrecedor da voz do Rei dos Leões.

É assim que os que são chamados ouvem – não ouvem mais o chamado geral, a voz débil do homem pregando a verdade, mas o ressoar totalmente aterrador sobre o seu pecado e o poder transformador da voz soberana que muda e conquista o coração.

O Espírito toma as palavras da Escrituras proclamadas por um homem comum, e nos permite ouvir o rugido do rei. Ele nos faz ouvir seu estrondo no mais profundo recanto de nosso coração. Essa voz cria nova vida – “Porque Deus, que disse que das trevas resplandecesse a luz, é quem resplandeceu em nossos corações, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Jesus Cristo.” - 2 Coríntios 4:6 – Até ouvir o rugido certo, achamos a voz de Moisés, de Paulo... loucura... mas quando por trás da voz comum do homem proclamando as Escrituras, ouvimos o rugido... a ordem é dada para a iluminação do conhecimento de Deus, na face de Cristo!

O que tinha que acontecer em nossa morte espiritual era grande demais para que o chamado geral pudesse operar - A Bíblia fala dessa mudança de muitas maneiras diferentes – Deixar de ser escravo pecado para ser feito servo de Deus - Romanos 6.17-23. Morrer com Cristo e ressuscitar em novidade de vida – Romanos 6.3,4; Gálatas 2.20; Colossenses 2.12. O homem velho ser trocado pelo novo homem que é criado a imagem de Deus – Efésios 4.22-24; Colossenses 3.9,10. Devemos experimentar uma mudança de espírito que nos leva de homens que confiam em si, em sua suposta “liberdade”... para homens que dependam tão somente da misericórdia de Deus – Atos 2.38; Lucas 3.3,8. Ter um coração novo de acordo com a profecia de Ezequiel:

“E lhes darei um só coração, e um espírito novo porei dentro deles; e tirarei da sua carne o coração de pedra, e lhes darei um coração de carne” - Ezequiel 11:19 – “E dar-vos-ei um coração novo, e porei dentro de vós um espírito novo; e tirarei da vossa carne o coração de pedra, e vos darei um coração de carne.” - Ezequiel 36:26

Temos de nos tornar na verdade uma nova criação – “Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.” - 2 Coríntios 5:17 – Temos que nos torna como crianças – “Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos fizerdes como meninos, de modo algum entrareis no reino dos céus.” - Mateus 18:3 – Nascer de novo: “Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.” - João 3:3

A voz, mesmo do maior pregador que já existiu, como Paulo, não passa de um “rugido” fraco e incapaz como o de Simba. O chamado geral atinge um coração duro e um homem morto espiritualmente. É um chamado, mas não é eficaz. Porque o “que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito” – Mas quando a voz ( o “rugido” é ouvido por trás da voz débil ) do Espírito atinge soberanamente o homem – ele nasce do Espírito, o que cria nele, dando-lhe nova vida, novos amores, novas inclinações, numa Nova Aliança. Uma nova pessoa nasce. Antes, como Paulo chama, havia apenas um “homem natural”, mas agora há o “homem espiritual”. E o homem natural, diz Paulo, “não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhes parecem loucura”.

Eis a razão porque toda estratégias humana é uma tolice – Ela sempre será o rugido débil de Simba. Eis porque também não precisamos temer pregar a loucura e o escândalo da cruz, mesmo ela sendo vista assim pelo homem natural. A voz débil e fraca de Simba deve rugir a verdade das Escrituras, e quando soberanamente o “rugido de Mufasa” se fizer ouvir através dela, o homem ouvirá a voz que o ressuscita os mortos.

O “rugido” que faz o homem nascer de novo é soberano. Jesus o explicita com a analogia do vento: “O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito.” - João 3:8 – Assim é TODO aquele que é nascido do Espírito!!! Cristo proclama em alta voz a liberdade soberana do Espírito Santo na regeneração. “O vento” – o Espírito Santo – “sopra onde ele quer!” – A vontade humana é impotente. Tanto do que fala como do que ouve. Como poderíamos iniciar ou fazer o vento soprar? Ele sopra onde quer, “não do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus” – Assim é todo aquele que é nascido de Deus.

Nossa voz – a voz ineficaz e débil dos “Simbas” deve ser ouvida, na espera do grande rugido de “Mufasa!”
 
Fonte: Josemar Bessa

2 comentários:

  1. A Paz de Cristo Jesus,

    Sábias são as suas palavras.
    O Corpo de Cristo carece de membros que sejam espiritualmente maduros. Todos nós começamos no Novo Nascimento como bebês espirituais em Cristo, mas Deus não planejou que nós continuássemos desse modo. O desejo de Deus para nós é que cresçamos para a maturidade cristã.
    O Corpo de Cristo precisa ser fortalecido em seu crescimento para isso necessário é encher-nos do Espírito Santo.

    Que o Senhor Jesus continue te usando, como instrumento para edificação do Corpo de Cristo.

    Deixo o convite para visitar e também seguir o meu humilde espaço.
    http://frutodoespirito9.blogspot.com/

    Em Cristo,

    ***Lucy***

    P.S. Conheci um blog com muita variedade em seu conteúdo.
    Vale a pena conferir e acessar:
    http://discipulodecristo7.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Graça e paz Lucy.
      O apóstolo Pedro em sua segunda carta no capítulo 3.18: " crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo". Isso se chama maturidade espiritual, para não servos levados por qualquer vento de doutrina.
      Fique na Paz!
      Pr. Silas Figueira
      PS: Obrigado pela dica dos blogs.

      Excluir