sexta-feira, 12 de junho de 2009

Religião da Maledicência


Penso eu que cabe aqui aproveitar o tempo presente e refletir sobre os pecados evangélicos, de igual modo. Entendo ser cabível avaliar e comparar que tipo de equívoco eventualmente envolveu e enredou a Igreja Evangélica, tal qual envolveu a Igreja Católica.

- Os evangélicos criticam, no catolicismo: o uso de imagens, a intermediação de “santos”, a chamada “Mariolatria”, a infalibilidade do Papa, a transubstanciação (na ceia), o concessão do perdão pessoal pelo clérigo, a “força” das penitências e das obras na salvação, a doutrina do purgatório, a relativização da Palavra de Deus e a prerrogativa de interpretação pela Igreja. Se somar-se a esses itens os que a mídia tem publicado, o problema se avoluma imensamente. Esses são apenas alguns dos itens que tem sido verdadeiros cavalos de batalha, produzindo uma guerra interminável de “crentes contra católicos”. Os crentes inclusive, por essa (e outras razões) tem devolvido com muita agressividade e intolerância as agressões sofridas no passado.

- No movimento evangélico atual vemos muitas coisas que são inaceitáveis e atacadas pelos próprios evangélicos: personalismo; mal uso dos recursos financeiros nas igrejas; heresias; baixo nível de formação pastoral; balcão de venda de serviços de prosperidade e benesses do mundo espiritual; sincretismo religioso; misticismo espiritualista fanático; mercantilismo gospel; imoralidade-incoerência-hipocrisia por parte da liderança; divisões, contendas, partidos e brigas; maledicência. É claro que muito se poderia falar ainda, de ambos os lados, mas o artigo se tornaria intragável e sem valor edificativo.

Vê-se claramente que ambos, Evangélicos e Católicos, estão com dificuldades de lidar com seus próprios problemas. A Igreja Católica procura firmar-se em sua histórica tradição para fazer valer seus posicionamentos – as Igrejas Evangélicas em boa parte seguem pelo mesmo caminho. O catolicismo enfrenta a sua religiosidade, o evangelicalismo sua falta de caráter e consistência. O catolicismo estabelece um governo estruturado e centralista, e as igrejas evangélicas em grande parte mantém o mesmo autoritarismo e controle ferrenho. O catolicismo exerce influência no poder público e dele usufrui, e os evangélicos procuram hoje imitar e “correr atrás” do seu quinhão.

Penso que algo está nos tornando muito semelhantes, como outro lado da moeda. Se pensarmos então no nome protestantes, veremos como a identidade evangélica está ligada à católica, tal qual o ateu que, para ser ateu, se posiciona usando a referência que ele mesmo nega – Deus.
ONDE VAMOS PARAR? Será que o Movimento Evangélico realmente pode ser representante legítimo do Reino dos Céus? Será que sua consistência pode ser atestada pelos próprios evangélicos? Será que as brigas não comprovam que a própria Igreja Católica, errada como estiver, tem mais comando e unidade que todos os evangélicos? Será que não dói saber que existem 44 mil denominações, 44 mil formas diferentes de brigar e ferir o Corpo de Cristo? Será isso pouco? Será pouco que, tal qual padres em pedofilia, pastores são presos nos mais diversos tipos de crimes e contravenções?

Precisamos hoje parar para pensar se algo que pode ser feito urgentemente:
- Chega de independência eclesiástica: precisamos todos entender que faz-se necessário um código de ética eclesiástica que norteie pastores e igrejas nas relações entre si, sem que as denominações se julguem superiores e desprezem esse código ao receber membros abonados oriundos de saídas litigiosas de suas igrejas...

- Chega dos termos evangélico e católico: precisamos abandonar termos que signifiquem nossa forma de entender as coisas, para adotar termos que expressem nossa maneira de ser. Evangélico e Católico dizem muito mais respeito à forma como se acredita em dada coisa, que a maneira como se observa e pratica a Palavra de Deus. Precisamos de menos rótulo e mais vida.
- Chega de focar em acumular conhecimentos: é preciso focar na produção de padrões de conduta, e pessoas-modelo que pratiquem a Palavra e sirvam de exemplo ao rebanho. É muito pouco discutir e absorver a letra do texto bíblico sem focar prioritariamente na obediência.
- Chega de maledicência: se a visão particular de cada pastor produzisse a verdade, somente haveria uma igreja evangélica. Não existe pastor, santo que seja, que detenha a verdade, que está no Corpo, na unidade do Corpo. Buscar a unidade é inclusive sabedoria e humildade, uma vez que ninguém é unido consigo mesmo isolado – só é um com o Outro, com o diferente. Por isso chega de maledicência.

- Chega de juízo: Os evangélicos, se pudessem, enfiariam o Evangelho dentro da cabeça de todas as pessoas de outra religião. Esquecem que a manifestação do amor é manifestação da própria pessoa de Deus, e também que concordar com o credo religioso evangélico não significa salvação. Por isso há que se adotar postura evangelizadora mais humilde, menos arrogante, menos condenatória – tipo “você vai pro inferno”, tão comum na mente preto/branco de quem tem “a religião certa”. Digo sem medo: eu não agüento mais ser evangélico! Nem crente! Desejo e busco SER ALGO para Deus, ser. Ser parecido com Jesus, ser humilde, ser manso, ser amoroso, ser fiel, ser bom esposo e bom pai, ser compreensivo, ser santo, ser cheio do Espírito, ser um evangelista... ser, ser, ser, ser, ser... ser discípulo! Um discípulo que saiu da sinagoga atrás de um mestre que prega nos vales, montanhas, praças e lagos. Não um novo judeu, um novo religioso, mas uma nova criatura, um discípulo de quem me fez para si.

Pastor Nils Bergsten

Extraído do site http://www.jte.com.br/ via emeurgente.

5 comentários:

  1. Paz do Senhor!

    Obrigado pela visita no meu blog!!
    Vou seguir o seu também!

    Sobre o post, infelizmente o que foi escrito é verdade, as vezes se perde mais tempo discutindo qual a melhor igreja do que se discutindo qual é realmente a vontade de Deus.
    Me pergunto, será que alguma vez alguém pediu pra Deus qual a igreja que Ele acha a melhor?
    Eu creio que isso não exista!!

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. Estamos viviendo dias de muita confusão no meio evangélico. A liderança de algumas igrejas estão brincando com a fé do povo, lhes dizendo para deixarem a macumba, o catolicismo e, no entanto, estão imitando ou fazendo pior que aquilo que "condenam". E o pressentimento que eu tenho é que vai ficar pior. Que o Senhor nos ajude!!!
    Fique na Paz!
    Pr Silas

    ResponderExcluir
  3. Irmãos
    Romanos 1-2
    1 ¶ Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o vosso corpo por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.
    2 E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus
    Não podemos sair do mundo, mas não podemos ser contaminados por ele.
    Hoje no Brasil uma grande ameaça paira sobre nós evangélicos. Leis estão tramitando no Congresso que tentarão nos impedir de dizer que o homossexualismo é pecado, que o aborto é pecado, e este é só o começo.
    Se não tomarmos uma posição firme e decidida agora em breve teremos de adorar ao nosso Deus escondidos como acontece na China, nas nações árabes, em Cuba etc.
    É por isto que temos que levar a mensagem profética de Jesus Cristo a todos e nunca devemos nos calar diante das injustiças praticadas neste mundo.
    Ao ver tanta corrupção, imoralidade, falta de ética e desonestidade por parte de nossos governantes, criei um blog http://brasillivreedemocrata.blogspot.com que é o meu clamor contra este estado de coisas.
    Creio na Bíblia como meu guia de fé e prática, portanto, luto como me é possível por um mundo melhor.
    Peço que me dê sua colaboração dando suas opiniões sobre as matérias lá tratadas, bem como em seus blogs dediquem parte dele para defender nossa liberdade de Culto e Adoração ao Deus único e verdadeiro.
    Oremos para que Deus tenha misericórdia de nosso Brasil e que possamos ganhar mais almas para Cristo.
    http://brasillivreedemocrata.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Queridos,

    Obrigado pela visita em meu blog, pelos elogios e comentários.

    Tenho estado distante um pouco por questão de tempo, mas gostei muito deste espaço e passarei a visitar mais vezes para aprender com os irmãos.

    Deus abençoe a todos e parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  5. Matias para mim é um prazer muito grande encontrar blogs abençoados assim como o seu. Quem sai sempre ganhando somos nós. Que Deus lhe abençoe cada vez mais. Fique na Paz!
    Pr Silas

    ResponderExcluir